Foto: Duda Bairros

Foto: Duda Bairros

Dupla assumiu a liderança restando duas voltas para o final e venceu a primeira corrida do ano.

A abertura da temporada 2014 do Mercedes-Benz Challenge foi vencida pela dupla Arnaldo Diniz Filho/Edson Coelho, que assumiu a ponta restando duas voltas para o final. Fernando Amorim e Renan Guerra completaram em segundo e Rodrigo Hanashiro terminou em terceiro. Essa foi a primeira corrida na história do Mercedes CLA 45. Na série C 250 Cup, a vitória ficou com Peter Michel Gottschalk. Kaká Magno terminou em segundo e Luiz Sena Jr. em terceiro.

“Adotamos a estratégia de eu entrar primeiro e deu certo. Em alguns trechos estava muito difícil de segurar o carro. Tivemos muitas disputas, com toques laterais e até traseiros. Mas felizmente consegui segurar e deu tudo certo”, comentou Arnaldo Diniz Filho.

A chuva durante todo o final de semana prejudicou o acerto das equipes e levou a direção de prova a dar a largada com o safety car na pista. “Foi difícil demais de encontrar o acerto ideal nessas condições, mas a equipe trabalhou muito bem. O carro era muito rápido e acho que todo mundo fez sua parte. O Arnaldo fez um trabalho excelente. Ele pegou um pelotão com muitas disputas e conseguiu se sair bem. Quando peguei o carro já tinha a pista um pouco mais limpa e consegui ter um bom resultado”, acrescentou Edson Coelho.

Foto: Bruno Terena/Vicar

“Uma das maiores preocupações minhas era com os retardatários. Em uma dessas disputas tive que sair da pista para não bater. Mas senti que meu carro era mais rápido e ao mesmo tempo tinha que me preocupar com os ataques do Hanashiro, que vinha atrás de mim. Consegui partir para cima do Amorim, fazer a aproximação e consegui ultrapassar na reta oposta. O Amorim defendeu a posição de uma forma muito limpa, mas felizmente consegui ultrapassar”, acrescentou Edinho.

Veja como terminou a corrida:

1. Arnaldo Diniz Filho/Edson Coelho Jr – 21 voltas em 48min14s866

2. Fernando Amorim/Renan Guerra – a 5.561

3. Rodrigo Hanashiro – a 6.003

4. Fernando Fortes – a 14.338

5. Pierre Ventura – a 21.489

6. Marcelo Hahn – a 25.175

7. Claudio Dahruj – a 26.031

8. Eduar Merhy Neto/José Mario Castilho – a 28.063

9. Lorenzo Varassin/Paulo Varassin – a 29.977

10. Fernando Poeta/Luis Carlos Ribeiro – a 36.258

11. Neto De Nigris – a 37.257

12. Rodrigo de Souza/Daniel Paludo – a 1:03.686

13. Danilo Pinto – a 1:24.681

14. Alexandre Molles Silva – a 1:25.591

15. Carlos Kray – a 1:27.112

16. Linneu Linardi/Gaetano Di Mauro – a 1:30.996

17. Adriano Rabelo – a 1:32.812

18. Fernando Junior/Rubens Tilkian – a 1:43.996

19. José Vitte – a 1:44.240

20. Peter Michel Gottschalk – a 1:57.353

21. Kaka Magno – a 2:09.279

22. Luiz Sena Jr – a 1 volta

23. Leo De Nigris – a 1 volta

24. Marcos Paioli/Petter Gottschalk – a 1 volta

25. Marcos Ramos – a 1 volta

26. Paulo Totaro/Ralf Pufle – a 1 volta

27. Cesar Urnhani – a 1 volta

28. Cesare Marrucci – a 1 volta

29. Betinho Sartório – a 1 volta

30. Rodney Felicio – a 1 volta

31. Renato Camargo – a 1 volta

32. Cristhian Mohr – a 2 voltas

33. Beto Rossi – a 2 voltas

34. Alexandre Papazzinsis/Humberto Santos – a 2 voltas

35. Roberto Santos/Claudio Gontijo – a 2 voltas

36. Peter Feter – a 4 voltas

37. Bruno Alvarenga/Rodrigo Ferré – a 4 voltas

Não completaram 75% da prova

38. Tales Lombardi/Gustavo Marques – a 7 voltas

39. Carlos Alberto Fonseca – a 14 voltas

40. Victor Amorim – Excluído

*Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas