Piloto da Brasil Máquinas teve chances de conquistar um top-10 em sua primeira corrida na Stock Car, mas pneu furado acabou prejudicando a prova do paulista

O piloto Tuka Rocha, da equipe BMC-Vogel, esteve próximo de conquistar um top-10 em sua primeira prova na Stock Car, disputada hoje, no Autódromo Internacional de Curitiba, em corrida vencida por Thiago Camilo.

Após boa largada, o piloto da Brasil Máquinas subiu do 28º posto do grid (sua posição de largada) para a 13ª posição em pouco mais de dez voltas. Mas um pneu furado o obrigou a entrar no box em uma parada não-programada, fazendo com que ele perdesse bastante tempo no pit. Com isso, acabou recebendo a bandeirada na 21ª posição.

“Comecei em um ritmo bom de prova e, pelo que vi de nosso desempenho na primeira metade da corrida, antes do pneu furar, certamente a gente teria condições de terminar esta corrida no top-10″, diz Tuka Rocha, citando pilotos que estavam no mesmo pelotão e que terminaram dentro da zona de pontuação.

Para o piloto da BMC-Vogel, a corrida de hoje em Curitiba também serviu para acumular experiência, que será muito útil na próxima etapa, que já será daqui a duas semanas, em São Paulo.

“Como os testes são proibidos por regulamento na Stock Car, toda quilometragem que eu puder acumular com o carro será muito importante neste meu processo de adaptação. Gostei de minha primeira corrida: além de um ritmo muito bom, consegui conquistar posições, inclusive usando o botão de ultrapassagem”, disse Tuka.

“Infelizmente, o pneu traseiro esquerdo furou e acabou me prejudicando, mas o mais importante foi completar a prova e acumular experiência que me deixará mais preparado para a segunda etapa. Por tudo isso, considero positivo o balanço do final de semana de estreia”, completou o piloto da Brasil Máquinas.