Piloto da Fórmula Indy disputou como convidado as duas provas da abertura da temporada do Mini Challenge e se disse encantado com os carros

Mario Moraes teve o gostinho de disputar um fim de semana em uma categoria de carros turismo. Neste domingo (20), o piloto da Fórmula Indy correu como convidado no Mini Challenge, que fez em Curitiba a abertura da temporada 2011. Acostumado aos Dallara-Honda de 650 cavalos, de câmbio semi-automático e tração traseira, Mario teve sua primeira experiência com o Cooper da Mini, de 211 cavalos e tração e motor dianteiros.

Na rodada dupla na capital paranaense, Moraes largou da 16ª posição, fez várias ultrapassagens e terminou em sétimo na corrida disputada sábado. Na bateria realizada na manhã deste domingo, o piloto de 22 anos largou da quinta posição e disputava a terceira colocação com Vitor Genz, até que foi forçado a abandonar em virtude de um problema de aquecimento. A três voltas da bandeira quadriculada. A vitória ficou com Felipe Tozzo.

“A corrida estava muito boa, eu estava indo bem. Era para chegar entre os três primeiros, mas no começo da corrida eu já havia percebido que a temperatura estava mais alta que o normal, então levei até agüentar. Não é sempre que temos a oportunidade de guiar um Mini Cooper”, disse. “Eu estava no vácuo do terceiro colocado, no meio da reta, e por estar nesta posição não houve ar suficiente para entrar nos radiadores para resfriar o motor, e foi aí que houve o superaquecimento”, explicou.

Mario, que agora continua negociando seu destino em 2011, correu pela primeira vez em Curitiba desde 2006, quando disputou e foi vice-campeão da Fórmula 3 Sulamericana. “Eu tenho que agradecer à BMW e à Mini pelo convite. Fiquei honrado e me diverti muito no final de semana. Foi uma experiência fantástica”, concluiu.