Marcelo Henriques corre neste fim de semana na divisão da Flórida da Legend Cars, categoria que inspirou a criação da Stock Jr. no Brasil em 2007 e é uma das portas de entrada para o automobilismo profissional na América do Norte
Já a algum tempo a Fórmula 1 deixou de ser o único objetivo dos pilotos brasileiros que pretendem desenvolver uma carreira profissional no esporte. Além da opção pela Fórmula Indy e do recente interesse pela Stock Car, a Nascar, principal categoria da America do Norte, passou a ser vista pelos brasileiros como objetivo de carreira.

Neste ano a Nascar tem em suas divisões de acesso a presença de Nelsinho Piquet e Miguel Paludo, que disputam a Truck Series. Em razão da grande exposição e prestígio da categoria na América do Norte, ele se tornou o objetivo de um brasileiro ainda pouco conhecido por aqui, mas que chama a atenção pelo pioneirismo e pela abnegação em prol do esporte.

O paulista Marcelo Henriques, de 29 anos de idade, confirmou presença na divisão da Flórida da Legend Cars, categoria que inspirou a criação da Stock Jr. no Brasil em 2007 e é considerada o primeiro estágio para os pilotos que pretendem chegar a Nascar.

“Meu sonho sempre foi ser piloto profissional, e hoje as categorias de carros de turismo oferecem maiores oportunidades. Meu objetivo é chegar na Nascar, e lutei para viabilizar minha primeira temporada na Legend Cars pensando em me preparar para, no futuro, estar na categoria profissional”, declarou o brasileiro.

Marcelo Henriques é o primeiro brasileiro a disputar a Legend Cars nos Estados Unidos, e optou pela categoria por ela oferecer excelente custo-benefício e, acima de tudo, por ter 27 corridas ao ano disputadas em circuitos ovais.

“Automobilismo nos Estados Unidos é sinônimo de circuito oval, então se eu quiser ser profissional por aqui, preciso me acostumar desde cedo a esse tipo de pista. E na Legend Cars terei essa oportunidade. Vou correr praticamente três vezes por mês, em média, durante a temporada, o que me dará muita quilometragem para, no futuro, disputar outras divisões de acesso a Nascar”, ponderou o brasileiro.

Pioneirismo e empreendedorismo – O pioneirismo em optar por um campeonato de base nos Estados Unidos pouco ou nada conhecido no Brasil confirma uma das principais características de Marcelo Henriques: o empreendedorismo. Embora tenha obtido bons resultados no kart e já tenha participado do campeonato brasileiro de Stock Jr., ele não se enquadra no estereótipo de piloto que dispõe de recursos ilimitados para correr.

“Minha carreira sempre foi muito difícil, por isso desde o kart precisei empreender para ser piloto. E vir para os Estados Unidos, trabalhar aqui para pagar minhas despesas, foi a única maneira que encontrei de desenvolver minha carreira. Mudei para a Flórida e estou totalmente focado em aprender cada vez mais e fazer parte do automobilismo norte-americano como um piloto profissional”, encerrou.

A temporada da Legend Cars na Flórida começa já neste final de semana, quando Marcelo Henriques corre no sábado no Auburndale Speedway, em um fim de semana de velocidade bem ao estilo norte-americano, que reúne outras nove categorias além da Legend Cars.