Por: Portal Kart Gaúcho/ Kart Motor – Erno Drehmer

Para fechar a temporada 2010, conversamos nesta manhã com Rubens Gatti, Presidente da Comissão Nacional de Kart (CNK) e da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) a respeito do próximo ano.

Na conversa tratamos de assuntos como regulamentos, Sul-Americano, Sul-Brasileiro, Copa das Federações, dentre outros.

RNK 2011 – O Regulamento Nacional de Kart para a próxima temporada já está 99% pronto, segundo Gatti, e deverá ser divulgado na próxima semana, antes da virada do ano.

O que apuramos em um primeiro momento foi:

Super Cadete – está sendo feito um teste de escape e a ideia é baixar a potência via escape e outras restrições.
Graduados – pneu amarelo e motor sem centralina.
Senior B – motores refrigerados à água e pneus vermelhos. Centralina está sendo testada
Senior A – pneus estão sendo decididos, assim como o uso ou não da centralina.
Super Senior – motor com centralina e pneus vermelhos.

O RNK, de acordo com o dirigente, está sendo elaborado baseado em sugestões de preparadores, pais, pilotos e fabricantes.

Brasileiro – A primeira fase do Brasileiro será em Interlagos, que, no entanto, terá que passar por adequações para ser confirmado. O “plano B” seria realizar o Brasileiro na Granja Viana. “A volta do Brasileiro para Interlagos é muito importante, trata-se de um ‘templo sagrado’ para o kartismo”,explicou Gatti.

A segunda fase do Brasileiro será no RBC Racing, em Vespasiano (MG), e a Copa Brasil em Imperatriz, no Maranhão.

“Os Brasileiros deverão, a partir de 2011, ser sempre nas praças que tenham o maior número de kartistas em atividade, enquanto que a Copa Brasil será um evento flutuante, que passará por todos os Estados”, disse Gatti, declaração da qual se deduz que os Brasileiros passarão a ser disputadosunicamente nos Estados do Sudeste e Sul do Brasil.

Sudam e Sudam Júnior – Estas duas categorias voltarão a correr no kartismo brasileiro em 2011. Ao mesmo tempo em que a CBA pretende dar uma “segurada” nas classes de base, tem a intenção de deixar duas categorias livres para os pilotos, para que possam se adequar ao kartismo que encontrarão em uma participação nas provas européias.

“O regulamento será, basicamente, o que usamos no Sul-Americano do ano passado e o que usaremos na 1ª Copa Codasur em 2011. Pretendemos, também e ao mesmo tempo, fortalecer a Copa Codasur”,explica Gatti.

Sul-Americano – Com novo nome em 2011, o Sul-Americano já está confirmado para o Velopark. Agora chamado de 1ª Copa Codasur – mas com o status de Sul-Americano – o evento deverá serdisputado no início do ano, abril ou maio.

Inicialmente Gatti confirmou que as categorias Cadete, Pré-Júnior e Sênior utilizarão motores sorteados e a Sudam e Sudam Júnior correrão com motores próprios. O evento terá um regulamento será mais abrangente para que se tenha a participação de pilotos dos outros países da América do Sul.

O regulamento da 1ª Copa Codasur terá que ser divulgado até metade de janeiro.

Sul-Brasileiro – A sugestão de Gatti, agora na condição de Presidente da FPrA, é que cada etapa do Sul-Brasileiro valha também como uma etapa do campeonato estadual local. Como o Sul-Brasileiro é realizado no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, a etapa em cada Estado valeria como Gaúcho, Catarinense e Paranaense.

No começo de 2011 os presidentes das três federações deverão se reunir para tratar do campeonato, mas Gatti já adianta que o Sul-Brasileiro deverá ser mais atraente para os pilotos e equipes.

Copa das Federações – Em 2012 a CBA realizará a Copa das Federações, que nada mais é que um campeonato que reunirá os campeões e vices de cada uma das categorias de cada campeonato estadual em 2011.

Será uma prova única, no começo de 2012, e para Gatti, isto deverá ser “o começo da padronização nacional dos regulamentos estaduais, o que deverá reduzir custos. A Copa das Federações deverá substituir a Copa Brasil”, adiantou.

2011 – O próximo ano empolga o dirigente. “Estamos todos empolgados em fazer um bom kartismo em 2011. Os próprios fabricantes e demais envolvidos estão muito empolgados e o caminho para isto já está traçado”, finaliza Rubens Gatti.