Além da Shifter Kart, única a compor o evento inaugural, etapa do dia 30 de janeiro em Interlagos terá corridas da Supercadete, Júnior, Graduados e Seniores

A segunda edição do Super Kart Brasil, marcada para o dia 30 de janeiro no Kartódromo de Interlagos, em São Paulo, não será restrita apenas aos pilotos da categoria Shifter – que reúne o grupo de elite de praticantes da modalidade em todo o mundo.

Em razão do sucesso obtido na estréia da competição – quando mais de 30 pilotos disputaram R$ 10 mil em prêmios no Kartódromo do Velopark, em novembro deste ano – os organizadores do evento anunciaram oficialmente a realização de provas das categorias Supercadete, Júnior, Graduados e Seniores em São Paulo.

A novidade para as novas categorias é o maior alinhamento técnico e desportivo com os campeonatos internacionais, já que a proposta do SKB é, justamente, descontar os anos de defasagem existentes entre o kartismo brasileiro e o praticado na Europa e nos EUA.

“Não teremos a categoria Cadete por entendermos que ela já está bem representada nos campeonatos regionais. Além disso, unificamos as categorias Júnior e Júnior Menor, assim como ocorre na Europa. Esperamos, assim, contribuir para a formação de pilotos mais bem preparados para as competições internacionais, o que aumenta a chance de que algum deles tenha uma carreira mais promissora no automobilismo”, comentou Paulo Carcasci, um dos organizadores do evento.

Data ideal – A escolha do dia 30 de janeiro para a realização da segunda edição do Super Kart Brasil foi estratégica para a participação de um grande número de pilotos nas cinco categorias em disputa. Segundo Paulo Carcasci, a data é ideal por permitir que os atletas tenham um período natural de descanso em janeiro, antes de retomarem as atividades de pista com foco no restante da temporada.

“Marcamos a corrida para o fim do mês justamente para que os pilotos possam passar as férias descansando e, assim, estejam no auge da motivação para a disputa da segunda edição do SKB”, falou Carcasci.

Pista movimentada – A realização do Super Kart Brasil no final de janeiro aumentou o movimento de pilotos no Kartódromo Ayrton Senna já no mês de dezembro. Segundo a administração do complexo de Interlagos, a divulgação da data da segunda edição do torneio fez crescer o número de pilotos interessados em treinar no circuito.

Organizado por sete dos maiores pilotos de kart brasileiros em todos os tempos, o Super Kart Brasil tem como proposta recriar um grupo de elite de pilotos de kart no país, com o objetivo de formar novos talentos para competições internacionais.

O torneio tem a organização de Paulo Carcasci, Ruben Carrapatoso, Sérgio Jimenez, Danilo Dirani, Renato Russo, André Nicastro e Dennis Dirani.