Piloto de Fórmula 3 comemora bom desempenho no rali

Único representante brasileiro no European F3 Open, o piloto Victor Corrêa (Terramare Residencial/Unifenas/Corsa) voltou a ter um bom desempenho em sua segunda experiência no rali. Disputando no último domingo (19/12) a quarta e última etapa do Campeonato Mineiro de Rally de Velocidade, em Ouro Branco (MG), ele terminou em segundo, mas seu resultado não foi validado.

“Gostei muito da prova que fiz. Aprendi mais e fui evoluindo a cada Especial, sempre terminando em segundo quando terminei. Como meu carro quebrou a embreagem no fim da segunda Especial e recebi ajuda externa para empurrá-lo, acabei desqualificado no final”, contou o mineiro de Alfenas. A vitória ficou com a dupla Fábio Sacioto/Arthur Carrão.

A evolução de Victor Corrêa em sua segunda experiência no rali de velocidade foi bem aparente. Na primeira Especial de 11 km no sentido Belvedere/Cristais o piloto de Fórmula 3 levou uma desvantagem de 1min25 em relação ao vencedor. Na sexta e última Especial, com a mesma distância, mas no sentido inverso, esta diferença caiu para 25 segundos.

“Fui melhorando a cada Especial. Esta prova foi mais difícil da que eu fiz em Ibaté (SP), ela foi mais ‘pauleira’, tinha muito barranco nas laterais de estradinhas, desfiladeiro, e eu vim pegando confiança. Aminha intenção não eras ganhar, era aprender e me divertir. Então, não abusei para evitar batida ou capotada”, explicou Victor, que correu na categoria A6 (carros com motores 1.6, com preparação livre e tração 4×2), em dupla com o mineiro Luiz Felipe Mendes, com o Peugeot 206 da equipe APS Racing (SENNA #50, Febramotors, APS Eletronics).

O saldo da participação de Victor Corrêa em duas provas de rali de velocidade, justamente nas etapas de encerramento do Campeonato Paulista e Campeonato Mineiro, respectivamente, foi altamente positivo, com um quinto e um segundo lugares.

“Gostei muito. O rali é uma modalidade diferente e fascinante. Para eu que corro de Fórmula foi fantástico ter estas oportunidades de testar o controle destes carros. E o bacana no rali é este povo fantástico, o público no Super Prime e nas Especiais. Agora fica aquele gostinho de quero mais, quem sabe nas próximas férias eu experimento mais”, encerrou o piloto apoiado por Terramare Residencial/Unifenas/Corsa Racing.