Piloto brasiliense subiu ao palco do Via Funchal, em São Paulo, ao lado de Bruno Andrade e Lu Boesel. Troféu coroou uma temporada de ouro do piloto, que conquistou o título da categoria continental e, no kart, venceu as 500 Milhas da Granja Viana e as 6 Horas de Brasília
É quase impossível escapar do lugar comum, mas depois de conquistar o título da Fórmula 3 Sul-Americana e as vitórias nas 500 Milhas da Granja Viana e nas 6 Horas de Kart de Brasília, o brasiliense Yann Cunha fechou a temporada 2010 com chave de ouro na noite da última segunda-feira (13), em São Paulo, ao ser eleito por jornalistas de todo o país o melhor piloto da F3 de 2010.

Yann recebeu da revista Racing o Capacete de Ouro na categoria continental, um prêmio dado a ele pelo voto de mais de 80 jornalistas que trabalham na cobertura do automobilismo em diversos veículos de comunicação do país. O Capacete de Ouro é uma conquista inédita na carreira do jovem de Brasília, que no ano passado, em sua primeira temporada completa na F-3, já havia recebido o Capacete de Bronze.

“Estou muito feliz e agradecido a todos que votaram em mim. Tive uma temporada muito boa, sem dúvida a melhor de minha carreira. E fico grato pelo reconhecimento. Foram cinco vitórias na F-3 Sul-Americana, além da primeira posição nas 500 Milhas da Granja Viana e nas 6 Horas de Kart de Brasília. Estou muito feliz com esse prêmio”, declarou.

Yann Cunha não escondeu o orgulho pela conquista do Capacete de Ouro, que considera um título diferente dos outros três que venceu neste ano. “É diferente a emoção pela vitória no Capacete de Ouro”, disse o brasiliense. “Na fase de classificação, que dura o ano todo, são os resultados que contam. Mas na final, recebemos o voto de jornalistas que acompanham o trabalho dos pilotos. Então, quando subimos ao palco para a premiação, não sabemos o que esperar. É uma adrenalina diferente”, comentou Cunha.

O piloto agradeceu, também, à equipe Bassan Motorsport, pela qual competiu neste ano. Sem a união da equipe, acredita Yann, a conquista do título continental não teria sido possível. Em 2011, ele disputará a Fórmula 3 Inglesa pela equipe T-Sport.