Paranaense foi destaque do Campeonato Brasileiro e venceu duas corridas

Faltou pouco, muito pouco mesmo, para que Doglas Pierosan (Transfera) atingisse seu objetivo e saísse de Minas Gerais com seu primeiro título de campeão brasileiro de kart. O paranaense disputou a 46ª edição do Campeonato Brasileiro no Kartódromo RBC Racing, em Vespasiano, grande Belo Horizonte, durante a última semana e competiu na categoria Super Sênior, que reuniu 30 pilotos de todo o Brasil.

Doglas Pierosan, ao lado de Christiano Mattheis, foi o principal destaque da categoria. Foram os dois os principais protagonistas de toda a semana e o carioca foi quem liderou a maior parte dos treinos e venceu uma das quatro corridas disputadas, a primeira classificatória. Pierosan, que também esteve bem nos treinos, venceu a segunda classificatória e, somados os pontos das duas corridas, garantiu o direito de largar na pole position da Pré-Final.

Assim como nas duas provas anteriores, Pierosan teve ótima atuação na Pré-Final e venceu a prova de ponta a ponta, garantindo – mais uma vez – uma pole, agora na decisiva corrida Final, cujo vencedor sairia campeão brasileiro da Super Sênior.

Pierosan fez boa largada e passou a liderar a Final com tranquilidade, até que nas últimas quatro ou cinco voltas seu kart passou a ter sua condição de frenagem bastante diminuída, o que permitiu a chegada de Christiano Mattheis. Na última volta da corrida Mattheis tentou a ultrapassagem, colocando seu kart ao lado do paranaense em um ponto difícil, que não permitia esta ação. Ao deixar seu kart escapar para cima de Pierosan, a roda traseira do carioca esbarrou na dianteira do paranaense e os dois rodaram. O título escapou de Pierosan e de Mattheis e o campeão foi Saul Leite Júnior, que vinha em terceiro na corrida.

“Achei que foi uma atitude precipitada do Christiano, pois ele sabia que eu estava sem freios, ele me disse isso depois da corrida”, lamenta Pierosan. “Eu já estava até conformado em ficar com o vice, pois eu já não tinha freios e tinha que atravessar o kart na pista para poder diminuir a velocidade. Ele chegou muito rápido e eu sabia que seria ultrapassado. Mas o Christiano poderia ter esperado, por saber que eu estava sem freios, por um momento mais tranquilo para tentar a ultrapassagem. Ele a conseguiria tranquilamente. No fim, nós dois, que fomos os principais protagonistas do campeonato, não vencemos. O título não ficou para nenhum dos dois, uma pena”, finaliza Doglas Pierosan (Transfera).