Dupla Willem e Doris van Hees segue para Goiânia em busca de novos desafios na categoria Production

São Paulo, 01 de agosto de 2011 – Com a experiência de seis participações no Rally dos Sertões, e a bordo do Troller característico da equipe, a Codipar Racing embarca para Goiânia (GO) na próxima sexta-feira (05) para encarar mais uma vez o rali que em 2011 chega a sua 19ª edição. Tendo Willem van Hees na pilotagem, e Doris van Hees na navegação, a dupla espera manter os bons resultados conquistados na temporada, que garantiram a equipe na liderança da categoria Production na disputa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-country. A prova, que é considerada a segunda maior do mundo, tem sua largada prevista para o próximo dia 10.

Segundo Willem, a equipe está confiante e otimista para enfrentar a maratona de dez dias de competição. “Nossa expectativa é alta, pois pegamos pódio em todas as provas que participamos este ano, incluindo o título do RN 1500, onde conquistamos quatro vitórias em quatro dias, e com certeza queremos continuar neste ritmo. Até agora o ano foi positivo pra gente, e acredito que isso seja fruto do trabalho de toda a equipe. O equipamento está inteiro, tanto na parte técnica, quanto na logística, está tudo muito bem preparado para enfrentar mais um Rally dos Sertões, que com certeza será um dos mais difíceis da história”, contou o piloto.

Restando poucos dias antes da disputa, Willem explica que os últimos ajustes estão sendo verificados pela equipe. “O carro está muito confiável, e agora estamos tratando os últimos detalhes, para tentar excluir qualquer eventualidade que possa acontecer. Na questão do entrosamento entre piloto e navegador, está cada vez melhor. De qualquer forma estamos na correria atrás da perfeição, que não existe”, disse.

Além de buscar o inédito título do Rally dos Sertões, para Willem e Doris a disputa do certame servirá para assegurar a liderança do Campeonato Brasileiro, já que as três primeiras etapas contarão pontos para a temporada da competição nacional (11ª, 12ª e 13ª etapas). “Apesar de a nossa estratégia ser sempre conservadora, sabemos que para defender nossa posição no Brasileiro precisamos andar forte nos primeiros dias. Serão duas provas em uma, e precisamos pensar no brasileiro e nos Sertões, sendo uma decisão bastante difícil de tomar”, finalizou o piloto.