Piloto bateu na abertura da rodada dupla e não conseguiu alinhar no grid da segunda prova

Galid Osman teve um domingo para ser esquecido no Rio de Janeiro. Uma batida logo no início da corrida de abertura da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas, em Jacarepaguá, tirou do piloto do BMC Racing Team as chances de brigar por sua primeira vitória na competição. Os estragos causados pelo acidente foram grandes e não houve tempo para a equipe recuperar o Chevrolet Astra número 28 para a segunda prova do dia.

“Foi uma pena, porque eu larguei muito bem. Saí em 11o e já era o quinto colocado quando Denis Navarro rodou na minha frente. Não tive como escapar da batida. Felizmente ninguém se machucou, mas alguns componentes do carro se quebraram com a pancada e não deu para largar na segunda bateria”, afirmou Galid Osman.

Sem somar pontos no Rio de Janeiro, Galid desceu da terceira para a sétima colocação da tabela de classificação. “Em campeonatos como este, com rodada dupla, qualquer problema custa muito caro. Bati e não consegui pontuar em duas provas. Mas temos que olhar pra frente. A disputa ainda está no começo e temos dois descartes até o final da competição”, avaliou o piloto do BMC Racing Team.